Menos cobranças e muito mais AMOR: o passo a passo para combater a OBESIDADE (@saudenaosepesa)

Atualizado: Mai 10



Para tratar a obesidade, primeiro é importante entender que estamos falando de uma doença crônica, que exige cuidados de longa duração. Com isso, podemos evitar que outras complicações apareçam, tais como diabetes tipo 2, hipertensão e apneia obstrutiva do sono. Para as mulheres, existem ainda mais riscos, como o aumento da infertilidade e de complicações na gestante e no bebê durante a gestação. E mais: quanto mais tempo a mulher permanece com o excesso de peso adquirido nesse período, maior o risco de complicações futuras. O importante, então, é respeitar sua trajetória e procurar orientação com um profissional de saúde. Ou seja, nada de dietas milagrosas ou tratamentos radicais. E lembre-se sempre: o único padrão que importa é o padrão da saúde. Para mais informações, siga o perfil @saudenaosepesa ou acesse o site da campanha.

@veja_saude

0 visualização0 comentário